PENSAMENTO

"Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer
entendimento." (Clarice Lispector)

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

FLIM JÁ ENTROU PARA A HISTÓRIA DA CIDADE DE MARINGÁ - Meus parabéns e gratidão.

RECEBI ESSE EMAIL DA SECOM MARINGÁ E REPASSO NA ÍNTEGRA POR AQUI.
Notícia boa temos logo que partilhar. Estou orgulhosa de nossa cidade canção e parabenizo o Prefeito Carlos Roberto Pupin e a secretária da cultura Olga Agulhon e equipe,  pela iniciativa e realização da bela festa FLIM. Feliz e grata por essa conquista, por esse espaço cultural onde pude participar e divulgar meu trabalho como escritora  "prata da casa". E saber que já faz parte do calendário nacional das festas literárias, entrando para a história de Maringá, é sem dúvida motivo de júbilo. Obrigada!

"FLIM
 Maringá entra no calendário nacional das festas literárias.

A 1ª Festa Literária de Maringá (FLIM) entrou para história da cidade canção e já faz parte do calendário nacional das festas literárias. Realizada entre os dias 21 de 25 de outubro, a FLIM movimentou a cidade e promoveu encontros com grandes escritores como Ziraldo e Milton Hatoun, debates com renomados pesquisadores da literatura, feira de livros com a participação de mais de 40 editoras e a participação de cerca de 60 escritores em palestras, oficinas, bate-papo e palestras. Em cinco dias de festa milhares de pessoas passaram pelos estandes e participaram da FLIM.

De acordo com a secretária municipal de Cultura, Olga Agulhon, a festa superou as expectativas e foi realizada graças à dedicação dos colaboradores, do apoio da administração municipal e das entidades parceiras. “Agradecemos todos os que acreditaram no projeto e deram sua contribuição para a realização da festa que já entrou para a história de Maringá”.

O prefeito Roberto Pupin agradeceu todos os organizadores e parceiros da FLIM e lembrou que no próximo ano já está garantida a realização da segunda edição da festa. “A FLIM é um evento que deve ser promovido pelas futuras administrações municipais pois estimula a leitura da população, uma das ferramentas mais importantes para a educação de um povo e o desenvolvimento social”.

Ziraldo

O primeiro dia de FLIM começou em grande estilo com a presença do secretário estadual de Cultura, Paulino Viapiana, lembrando que o caminho mais fácil de ter acesso à cultura é através da leitura. “A leitura permite o crescimento individual e o acesso para outras áreas culturais. A realização da primeira festa pode ser a mais difícil, mas com certeza ficará marcada para a história. A Prefeitura de Maringá está de parabéns pela iniciativa”.

Falando em primeiro dia da FLIM não poderíamos esquecer de Ziraldo que realizou uma palestra para mais de mil crianças e educadores e se encantou com a cidade. “A educação dessas crianças é maravilhosa. Esta cidade é fantástica. Se todos os municípios brasileiros fossem como ela, o Brasil seria bem melhor. Nesses momentos que temos orgulho de ser brasileiro”, lembrou o escritor.

Um dos escritores mais lidos do Brasil, Augusto Cury, foi uma das visitas ilustres na FLIM. “Estou surpreso com o tamanho e a organização da festa literária, ainda mais sendo a primeira. Estou muito honrado de conhecer esse marco, porque tenho certeza que será a primeira de muitas edições”, falou.

Feira de Livros

Um dos grandes destaques da FLIM foi a feira de livros que reuniu mais de 40 editoras e livrarias de todo país, algumas das maiores do Brasil, além de editoras estrangeiras e de renomadas universidades. Os descontos chegaram à 50 %.

O sócio-administrador da Livraria do Chain, João da Fonseca, que levou quatro editoras para a FLIM, comemorou o sucesso da festa. “Vendemos muitos livros de autores que vieram para Maringá e participaram da sessão de autógrafos, o que motiva nossa participação em outras edições.

O representante da editora Vozes, Sandro Cassol, elogiou a estrutura da FLIM. Participo de diversas festas literárias no Brasil e Maringá realizou uma festa com uma estrutura invejável”.

A psicóloga e escritora Lígia Guerra também se surpreendeu com a estrutura da FLIM. “Ao chegar na FLIM, lembrei da festa literária de Lisboa em Portugal que é realizada há vários anos e que tem uma estrutura semelhante. Maringá está de parabéns pela iniciativa”.

A escritora de Maringá, Angela Xavier, que realizou o lançamento de seu livro, também comemorou o sucesso da festa. “Restou apenas um exemplar do livro que utilizei no lançamento. Fiquei muito contente com o envolvimento dos maringaenses e a compra de livros de autores da região”.

Ousadia

A festa literária ainda foi espaço para a realização de fórum com a participação de centenas de educadores da rede municipal de ensino. O fórum de leitura e ensino de literatura contou com a apresentação de palestras de pesquisadores e escritores.

Outros destaques da festa foram as oficinas de poesias, trovas, minicontos e ilustração, além da realização de espetáculos musicais e teatro, e a mostra de filmes com historiadores e críticos da sétima arte, todos relacionados com o universo literário.

A FLIM ainda contou com a participação das Secretarias Municipais de Saúde, da Mulher, Educação e de Assistência Social e Cidadania que levaram os serviços para os visitantes.

Na festa os artistas de Maringá e da região também tiveram um espaço reservado para mostrar o seu trabalho. Para o artista plástico Marcelo Monteiro a secretária Olga e sua equipe foram corajosos em se lançarem neste desafio que deu certo. “Foi uma atitude ousada que teve um resultado muito positivo”, lembrou.

Satisfação dos visitantes

Os maringaenses comemoraram a primeira edição da FLIM e se envolveram com a festa. A pedagoga Ágatha Marega levou a filha para visitar a FLIM. “Passamos em todos os estandes e vimos o quanto a festa está bela”.

A assistente Social, Denise Moreschi assistiu palestras e aproveitou a festa em diversas atividades. “Para quem sempre sonhou em participar da festa em Paraty no Rio de Janeiro, a FLIM foi um grande presente”.

A festa também não poderia ser encerrada em melhor estilo, com a apresentação um tributo a dois grandes artistas brasileiros: Milton Nascimento e Carlos Drummond de Andrade. O espetáculo contou com a participação de Paulinho Schoffen e Cottonet Clube e do ator Murilo Lazarin.

A FLIM foi uma realização da Prefeitura de Maringá, através da Secretaria Municipal de Cultura, e contou com o apoio cultural Cocamar, Unicesumar, Sesc e Academia de Letras de Maringá. A festa homenageou a escritora Lygia Fagundes Telles e Ziraldo, tendo como patrono Antônio Augusto de Assis (A. A. de Assis), autor de Robson, primeiro livro impresso em Maringá.

Pratas da casa

A FLIM foi palco de diversos lançamentos de escritores maringaenses. Destaque para as obras “Gelo e Brasa” e “Francisco Feio Ribeiro-A Jornada de um obstinado” de Antônio Roberto de Paula, “Lamifani-Aventuras no Cangaço” de Roberth Fabris, “No que você está pensando?” de Marco Hruschka, “O Príncipe e a Camponesa” de Rosane Ornellas, “A Mulher de 30” de Cibele Santos, “Novo Lar” de Felipe Catarin Fabiano e “Franguinha Riscadinha” de Vera Margutti."

Um comentário: