PENSAMENTO

"Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer
entendimento." (Clarice Lispector)

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Essa Dona Sou Eu


A dona que pensa em você toda hora
Que conta os segundos se você demora
Que está todo tempo querendo te ver
Porque já não sabe ficar sem você

E no meio da noite te chama
Pra dizer que te ama
Essa dona sou eu

Essa dona que sempre esteve em seus braços
Que sempre seguiu, e nunca perdeu o seu rastro,
Sempre ao seu lado, à 31 anos, pro que der e vier
Mulher companheira, que todo homem quer.


Por você ela sempre encarou o destino
Sofreu , cuidou e amou, enfrentou desafios
Essa dona sou eu

A dona que ama você do seu jeito
Que te ama e declama poesias, deitada em seu peito,
Te acaricia os cabelos, te fala de amor
Te fala outras coisas, te causa calor

De manhã você acorda depois dele, e diz:
O café está servido, venha logo e feliz,
Essa dona sou eu

Eu sou a dona certa para você
Que te faz feliz e que te implora:
Venha enxugue meu pranto, agora!
Essa dona sou eu
Essa dona sou eu

A dona que sempre te espera feliz
Que espera que abras a porta do carro, gentil,
Te abraça , te beija, te dá uns selim
Apaixonada, te olha e te diz
Que sentiu sua falta e reclama
Ela te ama

Essa dona sou eu
Essa dona sou eu
Essa dona sou eu
Essa dona sou eu

[Vera Fávero Margutti - parodiando Roberto Carlos em: Esse Cara Sou Eu]

homenagem que fiz para meu esposo Elcio Margutti, meu amor, meu grande companheiro! No aniversário de casamento de nossos 31 anos juntos, andando nos trilhos do trem da vida. Vou traçando as linhas de meus versos nos reversos de nossa caminhada, entre flores e abrolhos, construindo nossa história.



Nenhum comentário:

Postar um comentário