PENSAMENTO

"Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer
entendimento." (Clarice Lispector)

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

HISTÓRIAS PARA VOCÊ DORMIR 4



O livro "Histórias para você dormir 4" faz parte de uma coleção que já é grande sucesso de vendas com o n. 1 e o n. 2 e o n. 3 agora O n. 4 quentíssimo "recém saído do forno" é uma produção bilíngue, ou seja em dois idiomas: Português e Inglês - já foi lançado em junho em New York e na Bienal de São Paulo no dia 17-08-2012. Contém lindas histórias de grandes escritores brasileiros com Ilustrações de Danilo marques, as ilustrações acompanham cada história e para maior interação da cç com o livro, as ilustrações vem apenas com os traços para serem pintados.
Participo com a histórinha "Uma princesinha e uma bruxinha"
Além do entretenimento, os contos e fábulas infantis fornecem às crianças pistas para a resolução dos seus problemas desenvolvimentais, seja lidar com as mudanças de vida, lidar com as perdas (no caso de mortes) com o divórcio e separação dos pais (quando ocorre), seja enfrentar problemas com maus colegas na escola, maus tratos,bulling, aprender a lutar pelo que se deseja, aprender a ganhar autonomia e independência, a lutar pela maturidade e a libertar-se das emoções recalcadas, etc.
Segundo Bruno Bettelheim em seu livro Psicanálise dos Contos de Fadas, as histórias infantis não só reflete profundamente sobre os efeitos benéficos nas crianças, senão também nos adultos, ajudando pais, educadores, professores e outros profissionais que atuam junto das crianças a compreender os fantásticos impactos benéficos dos contos no desenvolvimento pessoal, social e afetivo da criança.
Bruno Bettelheim é psicólogo infantil reconhecido mundialmente pelas suas obras escritas e seu trabalho com crianças, inclusive autistas; possui doutorado pela Universidade de Viena/Áustria e é radicado nos Estados Unidos da América do Norte.
Você pode adquirir esse livro através de meu email veramargutti@hotmail.com
ou na livraria virtual www.valladaresbook.com.br






quarta-feira, 22 de agosto de 2012

LANÇAMENTOS DE MEU LIVRO DE POESIAS "FLORES DO CORAÇÃO"


No dia 28-07-2012 fiz o primeiro lançamento de meu livro solo de poesias “FLORES DO CORAÇÃO” em Maringá, na Livraria Espaço Maringá do Shopping Maringá Park. Das 18h00 às 22h00. Foram momentos muito especiais de muita emoção, autografando para amigos e familiares que vieram prestigiar o evento e me deram tantas alegrias!  
No dia 17-08-2012  o mesmo foi  lançado na grande Bienal Internacional do Livro, no Parque Anhembi em São Paulo das 14h às 16h no estande da Editora Scortecci e Rede Brasileira de Escritoras (Rebra). Escritores, poetas, jornalistas, amigos e parentes que moram em São Paulo, participaram deste momento único e especial para mim. Sou imensamente grata a todos que foram e me prestigiaram. Aos que não puderam ir também sou grata pelo apoio e incentivo carinhoso, que tenho recebido em forma de emails, mensagens e recadinhos pela rede social.

Editado pelo Grupo Editorial Scortecci,  o livro tem 100 páginas e 98 poesias.

SINOPSE DO LIVRO


Flores do Coração, são versos inspirados nas trilhas de um caminho percorrido de uma vida simples e singela, mas plena de grandes emoções. No percurso cheio de retas, curvas e atalhos, sementes foram sendo deixadas e espalhadas: alegrias, tristezas, sonhos, desilusões; ilusões e muita paixão! Emoções que permeiam a terra de um canteiro onde as sementes aqui trazidas foram semeadas por mãos ásperas e calejadas e ao mesmo tempo finas e delicadas. 

Foi assim que as primeiras flores do coração desabrocharam para vida: ora enfeitando; ora homenageando; ora desabafando e até criticando. Entre risos e dores, entre o doce e o amargo, entre o ser gentil e o solidário; o crítico e o revolucionário.

Conhecendo o livro: capa e prefácio

A ilustração da capa é uma foto minha de lírios (tirada por minha filha Vivian, nos Estados unidos) escolhida por ser uma das flores que amo pela sua beleza e por suas características e simbologia e também porque, geralmente florescem no mês de julho, que é o mês de meu aniversário;  coincidentemente o livro ficou pronto neste mês. 

Características, simbologia e algumas curiosidades sobre o lírio:

A sua forma alongada e elegante é composta por seis pétalas que se reúnem em forma de hexágono, simbolizando, os níveis superiores da inteligência. As Flores de Lírio representam à fertilidade, o casamento, a pureza, inocência, majestade, doçura, paz, saudade, proteção, nobreza... e representam ainda alguns sentimentos com relação às cores, como por ex:
Flores Amarelas: Sentir-se nas nuvens!
Flores Brancas: Estar no paraíso!
Flores de cor Laranja: Você é fascinante! (vejam que bom motivo para presentear com esse livro).
O lírio é uma das flores mais antigas de que se tem notícia, faz parte de uma lista muito antiga de flores que foram consideradas mágicas pelo poder que teria de proteção contra bruxaria e más vibrações.
Alguns dizem que o Lírio nasceu das lágrimas que Eva derramou ao abandonar o Jardim do Éden. " 
"Olhai os lírios do campo, como eles crescem: eles não trabalham, nem circulam: nem Salomão, em toda a sua glória não foi comparado a um desses". Mateus 6:28-29

Fonte: http://pt.shvoong.com/humanities/1721051-lendas-das-flores-l%C3%ADrio/#ixzz24FLwVb5n


PREFÁCIO DO LIVRO

DAUFEN BACH, grande poeta e antologista me honrou escrevendo o prefácio deste meu livro "Flores do coração". A ele meu eterno agradecimento!


A poesia é um estado d’alma, ela pode ser sentida, isenta de grafias, isenta de versos, numa completude entre os sentires e o viver desses sentires em que o ente sensível, de forma introspectiva, revela através de olhares e atitudes, esse mundo mágico, repleto de levezas e intensidades que o compõem. Quando o poeta, abstraído e com tonéis de inspiração, resolve transpor esse sentir para o papel e transformar a sua visão íntima e secreta em uma obra, nascem coisas assim, que podem ser definidas, lindamente, como “Flores do Coração”. 

Vera Margutti soube transpor para o papel, para a sua obra, de forma maravilhosa esses sentires e vivências apreendidos ao longo de seus caminhos. “Flores do Coração” é um livro que não repete semanticamente suas poesias. Que não se incrusta em uma pedra, ele tem todo o movimento e dinâmica de uma vida. Folheá-lo, lendo suas entrelinhas e adentrar num processo de cognição em que o leitor, também, passa a ser um sujeito do poema e se transporta para esse mundo de percepções, visualizando, contextualizando e reconhecendo o seu próprio jardim, reconhecendo as flores que cultivou e regou durante sua existência. Em cada página, verso ou poema, uma nova definição, uma semente germinada num tempo específico, mas, especialmente, intrincada em toda história vivida, essencial para o entendimento de uma vida de pétalas, espinhos e perfumes.
“Flores do Coração” pode ser entendido como a lírica de uma vida, e como tal, não possui a intenção de narrar ao leitor uma história e sim falar diretamente, representando os sentimentos de uma maneira quase tátil. A melodia dos versos não está nas rimas, aliás, rimas nessas “Flores”, são dispensáveis, pois a intensidade do perfume e do aroma sobrepõe-se a qualquer regra ou norma estética. Essa lírica é diferente, não possui o pejo da dramaticidade, do drama, embora muitos poemas sejam de contestação. Não possui a pieguice chorosa dos versos tristes, tampouco o sentimentalismo extremo dos apegos e das paixões fervorosas... É uma lírica que fala da beleza do dia, da vida, do fazer poético, que fala de esperanças e saudades, que fala de felicidade, de crenças e religiosidade, de paixão pela vida, pelas pessoas, pela humanidade existente em cada um e reconhece o amor que existe em seu coração e valoriza quem lhe são fiéis, enfim, uma lírica que homenageia a criação e a vida de uma forma simples e realística que nos faz descobrir a poesia existente em cada um de nós. É um canteiro florido, lúcido e sereno que agradece os crepúsculos e espera a aurora para, fecundo de orvalho, satisfazer e cumprir a sina da existência.
Você leitor que está prestes a se embriagar desses aromas e passear entre essas flores, mantenha a atenção e o cuidado, leia com os olhos da alma, cuide para levar junto consigo um pouco do perfume. Perceba que pétalas sedosas e macias, sabem conviver com espinhos e pedras e o que o colorido da vida só é perceptível para olhos que sabem distingui-los. “Flores do Coração” é uma lição de simplicidade e singeleza e, sobretudo, uma lição de amor, de cumplicidade e desejos. É toda a compreensão particular, em forma de versos, da dualidade e aceitação que nos faz humanos, refletindo num espelho nossas virtudes, defeitos e aceitações, com um toque de simplicidade e humildade. “Flores do Coração” nos permite esse olhar retrospectivo para a vida e as sensações. Faz-nos rever, descobrir entre os trilhos e atalhos da vida, as sementes que germinaram através de inúmeras primaveras, transformando as agruras da vida em um tapete felpudo e florido. 
Que tua viagem, leitor, por estes canteiros florescidos no coração de Vera Margutti, possua a leveza dos versos que o compõem e que os embriague de sentimentos verdadeiros.

Daufen Bach. 
Escritor e Poeta


quarta-feira, 15 de agosto de 2012

O SILÊNCIO QUE QUER FALAR

Aqui no meu canto quietinha, olho pro teclado e não resisto as letrinhas... e escrevo... e falo do silêncio que quer falar...


O silêncio é um momento mágico,
A espera da decisão, do entendimento, do aprendizado...
É o tempo que parece vazio de tão cheio
É o tempo, muitas vezes de angústia e devaneios.

O silêncio que fala sem palavras
Que teme fazer sofrer, então não diz nada
Tem ainda o silêncio da omissão
Do descompromisso, da solidão e da oração.

O silêncio fala de amor e paz
de ternura, paixão e algo mais...
Tem o silêncio da sabedoria de calar
na hora certa e sem se abalar

Silencio agora meu coração
Espero seu toque, seu gesto, sua mão...
Espero uma palavra de amor e perdão
Silêncio! Estou em oração!


Um feriado de muita introspecção e oração!
Que Nossa Senhora da Glória nos abençõe! Amém!

terça-feira, 14 de agosto de 2012

DEUS E EU



quinta-feira, 9 de agosto de 2012

É A VIDA!


Pare para olhar a vida que nasce!
Pare para contemplar a vida.
Que se renova e renasce a cada dia!
Pare para sentir e tocar a vida como ela é!
Pare e respire, inspire e expire, sinta-se estar vivo!

É a vida!

Pare antes que a vida o obrigue a parar!
Pare antes que a vida lhe mostre que ter qualidade de vida
É melhor que ter quantidades na vida!
Viva mais parando nas estações para olhar,
Contemplar sentir a vida passando
E devolvendo-lhe o prazer de estar vivo,
De desfrutar os prazeres da vida.
Olhe a sua volta, a vida brota.
Perceba a vida, pense e transforme a sua vida!
Olhe para frente, a vida passa der repente!
E “num repente” perde-se a vida.

É a vida!

OH MEU BRASIL!

Oh meu Brasil, Mãe alegria!
Tu és terra mãe, generosa que a todos acolhe,
Sem distinção de raça ou de cor!
Miscigenação de culturas formou a tua bela cara de amor.
Esse mix que deu tão certo é lindo de se ver de perto.
Nesse berço esplêndido alardeado de verdes,
De amarelo sol ano inteiro.
Teus filhos esbaldam energia e alegrias infinitas,
Mesmo sem casa, sem comida e sem dinheiro.
O azul de brancas nuvens se encontra
Com os mares e de mãos dadas a bailar,
Recebem os turistas que nesta terra mãe pousam,
Ou aportam para visitar e ou ficar.
Oh meu Brasil! Varonil!
Aqui tudo que se planta dá, mais os frutos nobres da terra mãe,
São somente para exportar.
Povo criativo, engenhoso e artista; escritores e cientistas,
Esperam o reconhecimento nacional.
Tantos heróis anônimos trabalhando de sol a sol.
Pra garantir seu pão de cada dia.
Não perdem a alegria e para esquecer os problemas,
Festejam, dançam e pulam seu carnaval.
Seus filhos fortes e valorosos estão cansados de esperar
Por investimentos certos e seguros na Cultura
Na Educação e na saúde
Por mais justiça, verdade, transparência e compaixão.
Por inclusões sociais sem nenhuma discriminação;
Por ações humanitárias que não fique só no bico,
Que contemplem especialmente os mais pobres,
E não somente os ricos.
Oh meu Brasil! Escuta o brado retumbante!
Esses filhos teus querem ter voz e vez,
Querem segurança, estabilidade e aposentadoria justa!
Querem se orgulhar de dizer para o mundo inteiro: SOU BRASILEIRO!
Ouçam a voz que clama no verde-louro da sua flâmula!
“Paz no futuro e glória no passado”.
Oh meu Brasil! Vermelho!



segunda-feira, 6 de agosto de 2012

22ª BIENAL INTERNACIONAL DO LIVRO DE SÃO PAULO


Estarei com três lançamentos de livros na Bienal de São Paulo, cliquem nas imagens abaixo para ver certinho os dados como: datas, endereços dos Stands e livros. Espero ansiosa e com muita alegria a vossa presença nessa grandiosa feira internacional do livro! Participem, leiam mais... A leitura abre horizontes, estimula a imaginação e transforma sua vida!