PENSAMENTO

"Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer
entendimento." (Clarice Lispector)

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

FLOR DA PELE DE DESEJOS



Um arrepio tocou de leve minha derme
Um pulsar descompassado, coração saindo do peito.
Seu perfume com cheiro de pecado
E o roçar de seus beijos quentes e úmidos
Tocava minha flor da pele em desejos

No rádio tocava nossa canção
Meus sentidos se perdem no tempo das horas,
 Dos minutos em segundos de êxtase
 Loucuras de amor e paixão

Sua voz rouca açucarada acariciam meus ouvidos
Me dizem palavras com sabor de chocolate
No corpo o frenesi escapa pelos poros
Dilatam veias, rompem-se barreiras.
 Deixou um rastro de saudade