PENSAMENTO

"Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer
entendimento." (Clarice Lispector)

quarta-feira, 16 de março de 2011

AMOR EM CHAMAS












Amor em chamas

Oh! fogo que queima e me consome!
Esse amor que entrou em meu peito
Sem pedir licença
Foi se impondo, dominando e cegou-me
Derramou sua chama ardente
Suas lavas foram se alastrando
E me arrastou pra fora
E me entregou ao mundo
E me esfacelou... e quando quis de novo me achar
Estava nua em uma planície qualquer
Agarrando-me às últimas fagulhas das suas chamas envolventes
Que ainda me queima
Que ainda me seduz
Que me devora, mas não me ama
Reduz-me a nada, esse amor em chamas.

 

Esse poema foi escolhido para compor a Antologia 'Os mais belos Poemas de Amor 2011' e



o livro "Panorama literário Brasileiro 2011/2012




2 comentários:

  1. Nossa que ardencia! Quase me queimei tbm! hehehe
    Mas soh se for pelo seu amor de mae!!!!!!

    Te amo vida! :*

    ResponderExcluir
  2. È, já dizia o nosso velho e bom Camões: "O amor é fogo que arde enão se vê, é ferida que dói e não se sente, é um contentamento decontente....."
    O amor sempre foi e será comparado ao fogo.
    Muito belo poema!
    Beijo poético
    Mare

    ResponderExcluir